Este navegador não é suportado

Você está usando um navegador que não é mais suportado. Para continuar visitando nosso site, escolha um dos seguintes navegadores compatíveis.

Close

Por que as ferramentas à bateria se destacam cada vez mais no mercado?

Ferramentas à Bateria

Com o avanço da tecnologia, elas vêm substituindo os modelos pneumáticos em diversas aplicações

Ferramentas à bateria - Chicago Pneumatic

O universo das ferramentas está em constante evolução. Há pouco tempo, era consenso que as ferramentas pneumáticas apresentavam uma série de vantagens sobre as elétricas, com e sem fio. Mas esse cenário vem mudando particularmente em relação às ferramentas à bateria.

O principal benefício, já conhecido, é a mobilidade:

  • A ferramenta à bateria consegue alcançar espaços que uma ferramenta pneumática ou elétrica não consegue.
  • Pode ser utilizada em qualquer lugar, sem precisar de uma fonte de alimentação de energia (ar comprimido ou energia elétrica).

Mas o conforto e a otimização de tempo durante o uso também se tornaram um fator de escolha, bem como a ergonomia e a durabilidade. A tecnologia vem sendo aperfeiçoada de modo que as ferramentas à bateria assumem o posto de melhor opção em diversas aplicações antes dominadas por modelos elétricos ou pneumáticos.

Vamos entender melhor os diferenciais que orientam esse movimento do mercado!

1. Ferramentas à bateria podem ser utilizadas em locais de difícil acesso

Desde que a bateria esteja carregada, não há restrições de fonte de energia. Por isso, elas proporcionam excelente mobilidade e agilidade, podendo ser facilmente manobradas em espaços apertados e de difícil acesso.

2. Como não possuem cabos, ferramentas à bateria também são mais seguras

Os cabos de ferramentas elétricas e pneumáticas são causas bastante frequentes de dificuldades de locomoção e acidentes. Sem o devido cuidado, o operador ou outro funcionário podem tropeçar, ou se enroscarem e caírem durante serviços em altura.

Além disso, no caso da ferramenta elétrica, há o risco de choque em condições de umidade, se o cabo for rompido ou cortado.

3. Em geral, ferramentas à bateria são menos potentes que as pneumáticas. Mas isso está mudando!

Ao escolher uma ferramenta, é importante observar a relação entre o peso da máquina e a potência gerada pelo motor. Em geral, as máquinas pneumáticas são mais leves e mais potentes do que as máquinas elétricas, proporcionando maior conforto ao operador que, com menor esforço, produzirá mais peças em menos tempo.

Mas as ferramentas à bateria vêm evoluindo cada vez mais nesse sentido, podendo ser utilizadas até mesmo em aplicações de alto torque. É o caso da inovadora série de apertadeiras CP86, com quatro modelos que fornecem níveis de torque de 300 Nm a 8100 Nm e recursos de alta precisão.

É adequada para apertos e desapertos nas indústrias de energia, mineração, construção e ferroviária, especialmente na montagem de oleodutos e gasodutos, turbinas eólicas ou manutenção de veículos pesados, entre outras possibilidades.

4. De qualquer maneira, ferramentas à bateria não são indicadas para trabalhos intensos e contínuos

Se bem conservadas e lubrificadas, as ferramentas pneumáticas podem ser utilizadas continuamente, 24 horas por dia, 7 dias por semana em operações mais severas. Tudo isso sem sofrer desgastes prematuros por aquecimento ou queima de componentes, além de proporcionarem menos paradas para manutenções preventivas.

Já os modelos à bateria não respondem bem a essa intensidade de uso e terão a durabilidade comprometida. De qualquer maneira, duram mais e demandam menos manutenção que uma versão elétrica com fio.

5. Mas há vantagens ergonômicas: os modelos sem fio estão cada vez menores e mais leves

Com o avanço da tecnologia, as ferramentas à bateria hoje são menores, mais leve e produzem menos ruídos, além de um design mais ergonômico. Por se tratar de modelos mais novos, esses equipamentos também são mais modernos e contam com recursos de alta precisão, como no caso da CP86.

Outro bom exemplo é a chave de impacto à bateria de ½” CP 8854, uma ferramenta com baixos níveis de vibração, além de ser a mais leve e compacta da sua categoria, com peso reduzido em 25% e tamanho cerca de 11% menor do que os modelos concorrentes.

Na dúvida, as necessidades de cada aplicação deverão ser analisadas caso a caso. Fale com nossos especialistas e descubra qual é a ferramenta ideal para a sua aplicação!

Chicago Pneumatic