Este navegador não é suportado

Você está usando um navegador que não é mais suportado. Para continuar visitando nosso site, escolha um dos seguintes navegadores compatíveis.

Close

5 considerações ao especificar uma ferramenta pneumática para aplicações de metalurgia

27 de Julho de 2020

Ferramentas Segurança Esmerilhadeiras Metalurgia Acessórios Autobalanceador Área dos especialistas

A ferramenta usada pode desempenhar um papel significativo no sucesso de uma tarefa de metalurgia. É por isso que os gerentes devem prestar muita atenção ao especificar ferramentas pneumáticas para garantir que elas contribuam para a eficiência, produtividade e segurança da operação. Aqui descrevemos cinco fatores que você deve analisar ao fazer sua seleção. 

expert-article - 5 considerations metalworking - story overview

Velocidade

A velocidade deve ser uma consideração importante ao selecionar uma ferramenta, pois ela afeta a taxa de remoção de material e, portanto, a produtividade. A velocidade ideal é definida pela aplicação e pelo material, enquanto fatores como o tipo de disco, o tamanho do disco e a qualidade de acabamento superficial exigida contribuem para a escolha. Não existe uma diretriz universal que se aplique a todos os aplicativos. Em vez disso, os operadores precisarão examinar os requisitos individuais em cada caso. Também é bom ter em mente que a alta velocidade nem sempre é melhor: com certos materiais, isso pode resultar em aquecimento local, danificando o material e a ferramenta. 

Material

Materiais diferentes têm requisitos muito diferentes, portanto, não existe uma ferramenta única para todos. Para obter os melhores resultados, os operadores precisam considerar cada material separadamente. O aço e as ligas de aço, por exemplo, podem ser muito difíceis de afiar, portanto, a ferramenta precisará ser poderosa para atingir a eficiência desejada. Os compostos de polímero reforçado de fibra (compósitos de FRP), por outro lado, exigem uma abordagem mais suave. É essencial usar a velocidade e o adesivo adequados para obter os melhores resultados e, crucialmente, evitar derreter o compósito de FRP no abrasivo.

Aplicação

O aplicativo desempenha um papel essencial no processo de seleção de ferramentas, pois diferentes tarefas dependem de diferentes recursos da ferramenta. As aplicações de corte, chanframento e remoção de emenda de solda, por exemplo, geralmente são mais bem executadas com esmerilhadeiras angulares e verticais, usando discos de esmerilhamento e corte especificamente projetados para essas tarefas. Em aplicações de lixamento de superfície, ferramentas de baixa velocidade, como lixadeiras giratórias angulares, geralmente fornecem resultados ideais. Quando se trata de acabamento, é ideal escolher lixadeiras orbitais giratórias e lixadeiras de cinta que apresentam um vácuo central, como a lixadeira orbital CP7250CVE da Chicago Pneumatic, que fornece operação livre de óleo. Isso ajuda a garantir um processo de lixamento limpo e sem contaminação.

Segurança e ergonomia

A segurança e o conforto dos operadores também devem ser levados em consideração, uma vez que têm um impacto considerável na produtividade. Um exemplo é a relação potência-peso: os operadores poderão usar a ferramenta continuamente por um longo período? Outra questão é a disponibilidade de um autobalanceador. O recurso pode reduzir significativamente as vibrações às quais o usuário está sujeito, permitindo que a ferramenta seja usada com segurança por mais tempo e reduza a fadiga do funcionário. 

Recursos adicionais

A especificação de uma ferramenta também é uma excelente oportunidade para analisar quaisquer recursos adicionais que possam aumentar a eficiência e a produtividade. Por exemplo, algumas ferramentas pneumáticas possuem travas do eixo, que são projetadas para permitir a rápida substituição do abrasivo para minimizar o tempo de inatividade. Além dos benefícios ergonômicos mencionados anteriormente, os autobalanceadores também são um complemento digno por outros motivos. Por exemplo, eles podem aumentar a taxa de remoção de material em até 15%, já que os funcionários podem usar a ferramenta com segurança por períodos mais longos. Eles também reduzem o desgaste ao qual os discos abrasivos estão sujeitos, aumentando a economia, pois menos discos de substituição precisam ser comprados. 

Esses cinco pontos demonstram como diferentes recursos contribuem para a adequação geral da ferramenta. 

mock-up cover

Faça o download do nosso whitepaper para saber mais sobre os fatores que devem orientar a seleção de ferramentas:

Tendências de materiais nas indústrias pesadas e seu impacto em ferramentas e aplicações de metalurgia aqui. 

Clique aqui para fazer o download do nosso whitepaper

Loading...
Pol-Dunoyer expert head-zoom

Não há uma solução única quando se trata de metalurgia. Algumas pessoas optam por uma ferramenta multiuso, pensando que é uma maneira econômica de trabalhar com vários materiais e aplicações. Infelizmente, isso pode significar que o operador não alcançará resultados ideais com nenhum material ou em nenhuma tarefa. É por isso que é essencial gastar tempo para analisar os requisitos e selecionar uma ferramenta que seja a mais adequada para cada caso.

Pol Dunoyer , Gerente de Desenvolvimento de Negócios Globais na Chicago Pneumatic