Este navegador não é suportado

Você está usando um navegador que não é mais suportado. Para continuar visitando nosso site, escolha um dos seguintes navegadores compatíveis.

Close

Simulação

O Santo Graal da simulação é que o primeiro protótipo seja o correto: o produto final com pouca ou nenhuma melhoria necessária. Isso significa ter modelos tão poderosos e precisos que as configurações selecionadas durante a simulação irão se ajustar exatamente à realidade. A modelagem digital oferece muito mais potencial: pretendemos investir continuamente nessa área e o caminho à frente é uma perspectiva empolgante para a Chicago Pneumatic e nossos clientes

Rémi Béguin , Engenheiro Mecânico Especialista na Chicago Pneumatic

Diferentes tipos de simulação para protótipos mais eficientes

Existem diferentes tipos de simulação e eles são usados por nossa equipe para melhorar o desenvolvimento de nossos produtos. O design 3D é a melhor maneira de prever os comportamentos dos produtos de maneira rápida e fácil.

Cada tipo de simulação é conduzido em sequência e alimenta o próximo nível.

Primeira simulação: CAD

A simulação CAD trata da criação das formas e da geometria de todas as peças com o objetivo de garantir que elas possam ser montadas juntas.

Segunda simulação: corpos rígidos

Este teste irá calcular qual peça irá bater, onde e como. Por exemplo, calculará as forças que o martelo exercerá na bigorna.

Terceira simulação: análises de elementos finitos

Este é o "teste de estresse” final, que irá calcular o ponto em que a peça irá quebrar. Isso economiza muito tempo e dinheiro e minimiza falhas do produto durante o uso.

Para cada tipo de simulação, temos diferentes níveis de especialização e resultado

  • Previsão de nível 1: dimensionamento aproximado de todos os elementos para a fase de viabilidade
  • Previsão de nível 2: design das peças e do sistema
  • Previsão de nível 3: simulação complexa capaz de antecipar fenômenos físicos precisos

Essa gama de possibilidades de simulação é tão ampla que quase não há limite para o que pode ser simulado. É um divisor de águas na nossa capacidade de introduzir ideias inovadoras para o mercado rapidamente.

Claro, a simulação se trata principalmente de teoria e exige algumas medidas reais para garantir um bom ajuste no mundo prático. Chamamos isso de nossa "verificação da realidade". Essas duas abordagens são complementares e necessárias para alcançar o melhor resultado possível. Após a avaliação de inúmeros modelos de protótipos virtuais pelo software de simulação, as melhores configurações são selecionadas para construir protótipos físicos que serão submetidos a testes reais.

Cada protótipo físico é testado segundo atributos específicos. Um é usado para testar o conceito inicial da ferramenta. Outro é um protótipo “funcional” testado para averiguar o desempenho esperado. Um final é um protótipo totalmente projetado, completo com o logotipo da empresa, para validar todos os aspectos: conceito, design e desempenho.